Vamos juntas?

Movimento ganha adeptas em Pelotas através das redes sociais. 

por Lauren Trindade

 

O movimento “Vamos Juntas” foi criado em Porto Alegre pela jornalista Babi Souza, 24 anos. A ideia surgiu a partir desse medo universal que é a insegurança na vida das mulheres. Logo acabou instaurando-se em todo o Brasil e com auxílio da internet tomou proporções gigantescas.

Em Pelotas, primeiramente foi desenvolvido por Renata Peres, graduanda em Turismo, com a criação do grupo oficial da cidade – onde mais de quatro mil meninas já se encontram. A iniciativa é para meninas que tem medo de andar sozinhas pelas ruas, visando com que mulheres de diferentes idades, diferentes lugares, passem a andar juntas para se protegerem.

O objetivo é que mulheres apoiem, cuidem e ajudem umas às outras em situações de perigo como andar sozinha à noite, voltar tarde da faculdade, etc. As meninas que participam do movimento se conhecem via Facebook e agora utilizam o Whatsapp para fazer a divisão em grupos de acordo com os bairros que moram e frequentam.

O 'Vamos Juntas' divulga o número da central de atendimento a mulher (imagem: divulgação)

O ‘Vamos Juntas’ divulga o número da central de atendimento à mulher (imagem: divulgação)

Há aproximadamente um mês foi realizado um grande encontro na Praça Coronel Pedro Osório, em Pelotas. As meninas se conheceram e debateram sobre temas como feminismo, insegurança e gordofobia.

As organizadoras do encontro pretendem organizar ciclos de debates sobre temas cabíveis com uma finalidade: aumentar a aliança entre elas.

“O ‘Vamos Juntas’ veio para acrescentar muito em nossas vidas e se abrirmos nossa mente e vermos que as outras mulheres podem ser nossas parceiras e não nossas inimigas – como o patriarcado prega – nós teremos muito mais poder e muito mais segurança”, afirma Mayana Moscoso, graduanda em Ciências Biológicas, membro do movimento.

A violência contra mulher não pode ser tolerada 

A central de atendimento à mulher em situação de violência funciona 24 horas por dia e recebe denúncias de violência, reclamações sobre os serviços da rede de atendimento à mulher e também orienta as mulheres sobre seus direitos. O “Vamos Juntas” divulga a central: ligue 180 e denuncie.

Saiba mais:

Página no Facebook e grupo em Pelotas