Fotografia Pet é tendência no mercado

Por Émellem Rosa e Thuanny Cappellari

As fotos de pet têm sido cada vez mais requisitadas pelos donos que desejam ter uma lembrança de seus animais de estimação. O Petbook é um ensaio onde o pet é o tema central. As fotos podem ser tiradas em diferentes ambientes e a família também pode participar.

Fernanda Lempek é gaúcha de Rio Grande e reside em São Paulo há sete anos. Trabalhava como técnica de segurança e fotografava seus animais de estimação como lazer. A ideia de tornar o hobby em profissão surgiu quando se deparou tirando fotos dos gatos e cachorros dos amigos na praça em que frequenta. A paixão virou seu trabalho e desde então ela concilia o Petbook com a faculdade de fotografia.

Fernanda e seu cãozinho Bob (Imagem: Arquivo Pessoal / Divulgação)

Fernanda e seu cãozinho Bob (Imagem: Arquivo Pessoal / Divulgação)

Como surgiu a ideia de tirar fotos de pets? Quando passou a ser visto como profissão?

A ideia de fotografar pets surgiu por acaso. Comecei tirando fotos dos meus dois cães e do meu gato e, ao mesmo tempo, passei a tirar fotos dos cães da praça que frequento ao lado da minha casa. A partir daí, postava e mandava as fotos tiradas na praça para os seus respectivos donos e eles então diziam que eu levava jeito para fotografar animais. Depois de um tempo amadureci a ideia e procurei cursos de fotografia. Após fazer um curso básico e me identificar, parti para um curso de formação em fotografia com duração de um ano. Também pesquisei muito sobre fotografia pet e realizei alguns workshops. Atualmente faço faculdade de fotografia para aprimorar meus conhecimentos na área.

O mercado para quem tira foto pet é diferente em São Paulo do que no Rio Grande do Sul?

Olha, sobre o mercado de fotografia pet, apesar de estar fora do Rio Grande Sul há cerca de sete anos, acredito que São Paulo lide melhor com o novo. Aqui temos espaço para quase tudo (risos). Mas é fato também que o mercado pet em geral cresceu bastante em todo país.

Quais as maiores dificuldades em conseguir fotografar animais?

Ao fotografar pets precisamos de uma boa dose de paciência, também saber ler o animal e realizar um briefing com o dono do pet para saber como ele costuma se comportar: se é muito agitado, ansioso; que petiscos ele gosta de comer, suas preferências por brinquedos e brincadeiras e etc.

Que animais tu fotografa?

Até hoje fotografei apenas cães e gatos, mas não teria problema algum em fotografar outros tipos de animais estimação. Cobras e lagartos também são bem vindos.

Existe algum truque para ajudar na foto?

Existem alguns truques como brinquedos, petiscos e sons. Vale tudo que chamar a atenção deles para a lente da câmera.

Quanto tempo dura a sessão?

Cada sessão dura em média de duas a três horas. Para gatos, normalmente demora um pouco mais já que eles precisam de um tempo maior para relaxar e não estranharem muito a câmera.

Os donos também participam?

Sim. Os donos podem e devem participar. Porém é bom lembrar que a estrela do Petbook é o seu bichinho de estimação.

Contato

Para solicitar seu orçamento ou conhecer mais sobre o trabalho da Fernanda visite a página no Facebook: Fotografia Pet Fernanda Lempek

Site: www.fernandalempek.com.br

Telefone: (11) 97452 7671

Imagem: Arquivo Pessoal / Divulgação

Imagem: Arquivo Pessoal / Divulgação

Imagem: Arquivo Pessoal / Divulgação

Imagem: Arquivo Pessoal / Divulgação

Imagem: Arquivo Pessoal / Divulgação

Imagem: Arquivo Pessoal / Divulgação

Imagem: Arquivo Pessoal / Divulgação

Imagem: Arquivo Pessoal / Divulgação