Resenha: Vai que cola – O Filme

por Graça Siqueira

Sinopse:

“Após ser vítima de um golpe e perder todo o seu dinheiro, Valdomiro (Paulo Gustavo) se muda para a pensão da Dona Jô (Catarina Abdalla) no Méier, subúrbio do Rio de Janeiro, fugindo da polícia. Lá ele ajuda na entrega das quentinhas. A situação muda mais uma vez quando seu ex-sócio Andrade (Márcio Kieling), consegue fazer com que Valdomiro recupere sua cobertura no Leblon. Mas há um problema: como a pensão foi interditada pela Defesa Civil, Dona Jô e os demais moradores estão sem onde ficar.”

Imagem: Divulgação

Imagem: Divulgação

É preciso informar que sou fã de Paulo Gustavo e isso é decisivo na hora de escolher o filme. Porque, mais uma vez, Paulo Gustavo é o filme! Ele tem uma energia, um timing para o humor impressionante.

Valmomiro é um executivo bem sucedido que entra numa fria quando se torna sócio de uma empresa que está por fechar por fralde. Ele deixa tudo para trás e foge do Leblon, onde vive.

E é na pensão de dona Jô que ele é bem recebido por Ferdinando (Marcus Majella), Jéssica (Samanta Schmutz), Terezinha (Cacau Protásio), Velna (Fiorella Mattheis), Wilson (Fernando Caruso) e Máicol (Emiliano D’Avila).

Todos são personagens da série de TV, no Multishow, com o mesmo título. Tanto quanto na TV, Paulo Gustavo é rápido nas piadas e passa o tempo todo fazendo gozação com ele mesmo.

E a capacidade que tem de rir de si próprio faz com que a comedia fique mais engraçada ainda. Ele fala da produção, do fato de aparecer vestido de mulher novamente e cria uma empatia direta com a plateia.

O público do Cineflix do Shopping Pelotas, com certeza, se divertiu muito. Majella está muito bem, Samanta é aquela atriz que só de olhar já temos vontade de rir e Cacau grita tanto que nos créditos finais até Paulo Gustavo reclama dela.

O filme tem duas partes. A primeira trata da vida no Méier, aquela que já conhecemos na TV (aqui com muitas externas) e a segunda se passa no Leblon e é engraçadíssima. Imaginem aquele pessoal todo indo morar num condomínio de luxo de frente para o mar?

Com direção de César Rodrigues o filme funciona como um entretenimento puro e é bem debochado. Não exija demais. Vá para se divertir.

* * * *

Assista ao trailer: