Urgência: bancos de sangue pedem doações em Pelotas

por Juliana Luz de Camargo

Doar sangue é mais do que um ato de amor, é saber que ao fazer este simples gesto você pode salvar uma ou mais vidas. As férias do meio do ano e o feriado nacional de sete de setembro aumentaram o número de pessoas nas estradas. Em função disso, o Hemocentro de Pelotas e a Santa Casa de Pelotas, principais bancos de sangue da cidade, alertam a população sobre a falta de todos os tipos sanguíneos e pedem doações.

Para tornar-se doador de sangue é bem simples. Basta fazer o cadastro diretamente no Hemocentro ou na Santa Casa de Pelotas, portando documento de identificação com foto e ter no mínimo dezoito anos (menores precisam de autorização dos responsáveis).

Imagem: Divulgação

Imagem: Divulgação

Outros pontos importantes para a doação de sangue:

* Ter no mínimo cinquenta quilos;

* Estar bem alimentado (não pode ter mais de quatro horas de jejum);

* É aconselhável tomar bastante água durante o dia, principalmente depois da doação para a reposição de volume;

* Não pode estar tomando nenhum tipo de medicação, principalmente antibióticos;

Imagem: Divulgação

Imagem: Divulgação

Apesar de todos os tipos sanguíneos serem importantes e necessários nos bancos, o que mais se precisa é o tipo O- (O negativo), também chamado de sangue universal. Mas além da doação de sangue, é importante lembrar a existência da necessidade da doação de medula, que também pode salvar vidas.

Quem tem o interesse em tornar-se doador de medula pode ir até o Hemocentro e fazer uma coleta de sangue. A partir da coleta, as informações de cada pessoa ficam armazenadas, aguardando alguém que precise e seja compatível. Em caso de compatibilidade, o Hemocentro entra em contato para a realização de exames e ver se a doação da medula pode, então, ser realizada.

Muitas pessoas necessitam deste lindo gesto, lembre-se um dia você pode precisar. Gentileza gera gentileza e um ato tão simples pode salvar vidas. Compareça aos bancos de sangue e doe!