Início da igualdade no futebol

 

por Manoela Duarte

Após todas as lutas por direitos igualitários, as mulheres ainda não ocupam todos os lugares ocupados pelos homens no meio social. Um exemplo disso é o futebol, onde a parte masculina é, e sempre foi, maioria – nos mais diversos setores. Mesmo que o esporte profissional já possa ser considerado comum entre as mulheres, o início foi tão desmotivador quanto o preconceito que as atletas sofriam por participarem de eventos esportivos denominados de cunho masculino.

Em relação ao futebol, o público masculino é a maioria nos bares que transmitem as partidas ao vivo, à frente de programas televisivos sobre futebol, na arbitragem, no controle da casamata e na direção dos clubes. Mesmo que o interesse independa do gênero, o futebol, ainda hoje, é focado para o público masculino.

Se olharmos para os campeonatos disputados pelos clubes brasileiros transmitidos na mídia e com popularidade entre o público, podemos perceber a predominância de seis competições: os estaduais, a Copa do Brasil, o Brasileirão, a Sul Americana, a Libertadores e o Mundial. Todos eles, masculinos. Os jogos de videogame da FIFA, que imitam essas disputas, igualmente.

Por isso, 2015 é um marco histórico na vida das mulheres amantes de videogames. Por já serem metade do público que joga partidas de futebol online, pela segunda vez – após um lançamento em 2000 da Mia Hamm Soccer 64, para Nintendo 64 – as mulheres terão suas histórias em um jogo pelo mundo.

As mulheres estão ganhando espaço.

Mulheres estão conquistando espaço em um ambiente onde predomina uma maioria masculina: o campo de futebol. (Imagem: divulgação)

Após a irreverência do lançamento da segunda edição do álbum de figurinhas da Copa do Mundo FIFA, da Panini, em maio deste ano, com a edição Futebol Feminino, com 56 páginas para 478 cromos, sendo 26 delas figuras especiais, pela primeira vez a Eletronic Arts irá lançar em 25 de setembro para o mundo todo, uma edição feminina. Depois de muitas edições do simulador da franquia FIFA,  a EA reuniu 12 seleções do futebol feminino para um evento único, cheio de movimentos e riquezas de detalhes, além de contar com a participação das maiores jogadoras do mundo, como a Marta, da Seleção Brasileira, e Nadide, da Alemanha. Com o slogan “Eu estarei no jogo”, usando as melhores equipes do planeta, será possível disputar amistosos e torneios.

Nova realidade aos jogos de videogame

O FIFA Soccer já teve mais de 20 edições e é o jogo mais famoso no mundo com partidas de futebol. Com sua primeira edição em 1993, ao longo dos anos foi aprimorando-se e hoje não lembra mais o primeiro jogo que não possibilitava ver replays, ambientar a partir com climas diferentes ou ângulos variados. O jogo – que já teve edições com times brasileiros – incluirá, como uma nova forma de jogar, as equipes do Brasil, Estados Unidos, Inglaterra, Canada, México, Espanha, França, China, Itália, Austrália, Alemanha e Suécia.  As seleções contarão com um sistema realista que recria com autenticidade movimentos e que mantem fiel a velocidade e as características das maiores jogadoras do mundo.

A partir de um suporte denominado motion capture e outro chamado scanner, foi possível construir digitalmente as formas de andar e correr das atletas e todos seus movimentos em 360 graus. Dessa forma, equipes que realizam a digitalização viajaram pelo mundo todo, visitando torneios para que fosse possível concluir os detalhes da fisionomia de cada jogadora.  Algumas delas também visitaram a sede da EA no Canadá para ter suas características digitalizadas.

David Rutter, desenvolvedor do jogo, falou sobre o projeto em entrevista para o site da ESPN.

- Este é um evento único para a Eletronic Arts e para a franquia e por isso é preciso ter uma certificação de experiência autentica para que o mundo possa jogar com as seleções femininas de uma forma sofisticada e inovadora no FIFA 16.

Com muita ansiedade, as jogadoras que vão estar nessa edição e os fãs da franquia, estão esperando o lançamento que está disponível para diversas plataformas como PC, Xbox e PlayStation.